Reviews
Now Reading
Review de Dragon Ball FighterZ – Vale a pena comprar?
0

Compartilhe com seus amigos!

Quando criança, me lembro fielmente de todas as tardes em que eu sintonizava o nosso querido “Band Kids” para acompanhar as lutas de Goku e dos demais guerreiros Z contra diferentes vilões.

Dragon Ball Z foi o meu primeiro contato com o anime, mesmo com Dragon Ball estando passando no SBT há anos antes, e tornou-se a franquia com a qual fiquei por muitos anos acompanhando fielmente.

Porém, se tem algo que poucas vezes me chamou atenção, foram os jogos do anime. Em sua grande maioria, muito fracos, ou no máximo medianos, tendo se salvado basicamente nosso querido Budokai Tenkaichi 3, lançado pra PS2 e Wii, lá em 2006.

No entanto, minha percepção vem mudando graças a Dragon Ball FighterZ , o novo game da franquia. Depois de passar algum tempo com a versão completa do jogo nesta semana, posso dizer que é sem dúvida os jogos de DBZ mais visualmente impressionantes em anos. Além disso, é um dos jogos de luta mais acessíveis que joguei nos últimos anos, dando aos recém-chegados do gênero e aos fãs da franquia um caminho para conhecer melhor os personagens, o conjunto de movimentos e a história de DBZ.

A estrela do show aqui é o estilo de arte do ArcSystem Works, a desenvolvedora do game, onde tiveram máxima atenção aos detalhes e uma excelente captura do espírito de DBZ. Responsável pela renomada série de jogos de luta Guilty Gear, a Arc tem reputação de fazer alguns dos jogos de luta mais polidos e de aparência incríveis – e FighterZ apenas reafirma os talentos da desenvolvedora.

Dragon Ball FighterZ utiliza as últimas tendências dos jogos de luta de uma maneira espetacular, escolhendo um sistema de combate que enquanto é simples, é também um abraço fraterno ao universo da série. O jogo também conta com um modo de história extremamente elaborado, cheio de cutscenes, diálogos e referências que fará sua cabeça explodir.

A narrativa – contando uma história sobre clones e uma nova vilã chamada Androide 21 – é colocada na linha de tempo do Dragon Ball Super, e ocasionalmente é cansativa para os gamers mais impacientes, mas é incrível graças a cutscenes cômicos e easter eggs inteligentes.

Há também multiplayer online, jogadas locais e um modo de arcade incrivelmente difícil. Mas o foco do jogo é seu sistema de combate incrivelmente rápido e muito animado sendo tão intenso e desafiador para vencer, ao passo que é emocionante. Por um lado, o jogo captura a excitação, a velocidade e o bombardeio frenético dos jogos da série Budokai. No entanto, FighterZ consegue entregar tudo com simplicidade e consistência, fazendo com que cada luta pareça ser uma batalha no anime exclusiva. E isso é algo que nenhum dos sistemas de batalha em 3D de jogos passados ​​pode entregar de maneira fiel.

Muito disso pode ser atribuído à abordagem simplificada do sistema de combate. A Arc está usando um sistema que pode lembrar até mesmo Super Smash Bros., isso é, há um conjunto enorme de combinações de botões que fazem cada personagem executar ações diferentes com os mesmos comandos.

Isso tem o efeito de permitir que você aprenda os movimentos de um personagem, como o de Goku ou o de Vegeta, e que ele se traduza na maior parte da lista de duas dúzias de personagens. Isso faz tornar este o jogo de luta de DBZ mais acessível em um longo período de tempo, especialmente considerando o fato de que cada partida é uma luta de 3v3. Isso significa que os jogadores normalmente estão enfrentando inimigos usando três lutadores extremamente diferentes, alguns dos quais se combinam bem em maneiras específicas da história, mas muitas delas não.

E é aí que o estilo de arte 2,5D, em cell shading realmente brilha. Cada ataque especial, embora seja executado da mesma forma, produz um resultado que a diferença é principalmente visual e claramente projetado para cada personagem da história, enquanto que o dano é praticamente o mesmo em todos. Quer transformar um inimigo em um doce com Boo? Você pode fazer isso. Quer que Gohan se junte com o irmão mais novo Goten e o pai Goku por uma Kamehamaha triplo? Você também pode fazer isso.

Todos esses elementos podem fazer algumas pessoas pensarem se há um futuro para o cenário competitivo desse jogo, devido à sua acessibilidade e simplicidade. E essas pessoas estão certas.

No entanto, o jogo não chegou aqui para competir com Street Fighter, Tekken ou mesmo Mortal Kombat, e sim, entregar algo novo e muito acessível aos fãs do anime e principalmente, a quem não é especialista em games de luta, algo que senti falta nesses últimos anos.

O ponto aqui é fazer com que os jogadores se sintam tão poderosos quanto os personagens do anime. FighterZ é talvez o melhor jogo de DBZ na história da franquia, pelo estilo gráfico, sistema de combate e fidelidade ao anime, então recomendamos enormemente que você jogue!

Compartilhe com seus amigos!

What's your reaction?
QUE F#DA!
100%
Curti!
0%
Meh...
0%
WTF?
0%
Que lixo
0%
Triste
0%
About The Author
Rafatris
Gamer, engenheiro, nerd e viciado em café!

Leave a Response